segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O teu olhar


Chegaste na Primavera profunda do caos estilhaçado
irrompeste por dentro da luz, como um anjo inesperado
soltaste asas apaziguadas na fúria do Mar abalroado
e voaste na noite rasgada, sedento de brilho salgado

No teu olhar luziam prados verdejantes fundeados
que seduziam as brumas sibilantes na floresta densa
arqueei a vontade nos teus verdes insularizados
e rendi-me a este aMor imenso, sem pertença

Hoje, unimos as mãos salgadas num só vento
que sopra ondulante, odorado no sabor da brisa
veemente é o momento, glauco o Mar poderoso

No teu sorriso nasce uma gota ainda em rebento
luar incendiado que a voz de Saturno profetiza,
e esqueço o pensamento no teu olhar luminoso


Foto : Net
(do teu olhar escorre a transparência da água do meu Mar...)

28 comentários:

Andradarte disse...

O Amor é lindo....tudo está bem
quando acaba bem....
Beijo

Pedrasnuas disse...

SUSPIRO...QUANDO SE ESTÁ FELIZ... É A PRIMAVERA QUE SE RENOVA...É A LUZ QUE CRESCE DE INTENSIDADE...E TODOS OS BICHAROCOS DA FLORESTA,MESMO OS MAIS TEMÍVEIS, ASSEMELHAM-SE A SOMBRAS INOFENSIVAS...PORQUE HÁ UM OLHAR,UM SORRISO GLAUCO E O VATÍCINIO DOS DEUSES É UNIR MÃOS SALGADAS NUM SÓ VENTO,NUMA SÓ ESPERANÇA...

SINCERAS FELICIDADES!

BEIJO GRANDE

antonio - o implume disse...

Nos nossos olhos um mundo inteiro se pode fundear.

manuel marques disse...

Olhar um átomo muda-o, olhar um homem transforma-o, olhar o futuro subverte-o ,olhar o amor deixa-nos loucos.

Bonito poema.

Beijo.

Beatrice disse...

um soneto bonito com uma foto lindissima.

o amor é uma fonte inesgotavel de inspiracão

beij

© Piedade Araújo Sol disse...

um soneto muito bonito bem rimado onde o amor é a inspiração da autora.

a foto muito bem escolhida,

um beij

Sonhadora disse...

Minha querida

Simplesmente lindo e profundo...sente-se um mar de emoções a ler.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Everson Russo disse...

O amor em um olhar,,,guardado no fundo da retina...grande beijo de boa noite pra ti.

Mona Lisa disse...

Olá

Belíssimo!

Um soneto onde se canta o amor.

Beijos.

AFRICA EM POESIA disse...

CHRIS


Obrigada amiga...

Tambem eu gosto de te ver e sentir este olhar e este Amor....

beijinhos

Braulio Pereira disse...

olá Cris

o prazer é meu ter leitoras como tu. obrigado adoro tua poesia

bebo cada palavra tua


que lindo soneto.. adorei


beijos!!

Everson Russo disse...

Um super beijo carinhoso de bom dia pra ti querida,,,paz e poesia sempre...

Virgínia do Carmo disse...

Um amor imenso como o poema que lhe é sangue...

Um beijinho

Pena disse...

Prodigiosa Poetiza Brilhante e Amiga:
"...No teu olhar luziam prados verdejantes fundeados
que seduziam as brumas sibilantes na floresta densa
arqueei a vontade nos teus verdes insularizados
e rendi-me a este aMor imenso, sem pertença..."

Simplesmente delicioso, terno e encantador.
Fiquei maravilhado, acredite?
É muito linda no que concebe de ternura, encanto e pureza sublimes.
Excelente!
Abraço amigo.
Com imenso respeito de deslumbre por ser tão perfeita.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, pela sua visita adorável ao meu blogue que gostei muito.
Fico-lhe grato.
É uma poetiza maravilhosa.
Adorei, acredite?
Fantástica.

carlos pereira disse...

Cara Cristina;
Soneto de excelência.
Gostei imenso.
Um beijo.

Ailime disse...

Muito belo este soneto que deixa transparecer toda a magia do sentimento que o abrange.
Lindíssimo.
Um beijinho.
Ailime
(Grata pelo comentário deixado no meu cantinho)

Pedrasnuas disse...

Não sei se é o momento certo...mas passa nos meus ensaios.

Beijo

Lilá(s) disse...

Bem! que lindo, és mestra em escolher as palavras!
Beijinhos

Sonia Schmorantz disse...

Lindo poema!
beijo

manuela baptista disse...

profético o olhar

em mar
sal
inesperado anjo

muito belo o soneto!

um beijo

manuela

A.S. disse...

Na primavera tudo renasce e se renova... até no sorriso nascem gotas ainda por rebentar!

Lindo o poema e a imagem perfeita!


Beijos,
AL

Baby disse...

Belíssimo soneto, um canto à Primavera e ao Amor!

Beijos.

Luis Bento disse...

Definitivamente, este foi o momento certo de descobri o teu blogue...

Maria João disse...

Chris


Juntar as mãos salgadas num só vento...

Essa é a essência do amor maior. Presente ou eterno será sempre um sentir diferente de qualquer outro, um olhar a trespassar a alma e a fecundá-la de tudo o que é, simplesmente porque tem de ser.

Lindíssimo este poema!

Um beijinho grande

Alberto Ó disse...

Nunca me tinha lido assim, mas que gostei, gostei. Jamais me chamaram anjo (desde garoto me diziam um pequeno diabo e com o andar dos tempos a coisa não melhorou), nos meus olhos luzem, isso sim, as marcas d´água das notas de quinhentos e mil euros e do meu sorriso nunca nasceu qualquer coisa que não fosse o desejo de gozar com o meu próximo. Apesar de não ser Natal nem de aniversariar brevemente, fizeste-me sonhar com uma prenda que nunca terei.

Nilson Barcelli disse...

"...mãos salgadas num só vento..."
Belo poema, Cristina. Gostei imenso das tuas palavras feitas poesia, neste belíssimo soneto.
Beijos, querida amiga.

BRUNO disse...

O pessoal ja disse tudo, mas essa foto é muito 10
um abraço
bsaldanhafotos.cjb.net

Ana Coelho disse...

Respirei aqui a fragrância da Primavera num raio de sol ameno...

Gostei muito deste espaço, e conheci melhor a tua poesia que me encantou ainda mais.

Beijinhos