quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Transparência

                                                                                        Foto: Miguel Quaresma


Transparência decorrente sem tempo
Onde não procuro a razão eloquente
Simplesmente um olhar confidente
Raiado na penumbra da cor fluente

Transparente confissão deste tempo
Perscrutada na gruta da sedução
Lapidada por dentro da intuição
Sombreada no fogo desta paixão

Transparência eclodida no tempo
Esquecido nas vértebras da vida
Na água duma corrente sentida
Exausta na sede deserta bebida

Transparente o olhar com tempo
Abstraído da terra ao rasar o mar
Num voo lento e quente sem domar
O amor que hoje sei reencontrar…



41 comentários:

RETIRO do ÉDEN disse...

Fico feliz por verificar que há mais espaço entre poemas aqui partilhados...significa que a transparência harmónica e serena e o amor estão planando e a inspiração escasseia...o tempo é pouco para viver/absorver/saciar o tempo perdido.
Pois que este ano caminhe para a consolidação desse amor tão profundo.
Abraço com carinho
Mer

Lídia Borges disse...

Há uma certa paz nestas palavras que cantam num tom de reencontro a harmonia e a felicidade.

Muito bonito!


Um beijo

Agulheta disse...

Cris! Palavras calmas serenas que gostei de ler,e partilhado aqui.
Beijo e feliz 2011

manuel marques disse...

Cristalino este teu lindo poema.

Beijo.

Andradarte disse...

Pois é....Há sempre o momento certo....
Beijo

Ailime disse...

Olá Cris,
Na e pela transparência se descobrem os verdadeiros sentimentos, a verdadeira serenidade, a verdadeira paz.
Que a tua vida neste ano que agora se iniciou seja plena de harmonia e tranquilidade.
Um beijinho da
Ailime
(Muito obrigada pela tua visita)

Valquíria Oliveira Calado disse...

♥ A Esperança e a Desesperança

Há dias em nossas vidas que temos a impressão de que chegamos no fim do caminho. Olhamos para frente e não vemos nem uma saída. Não há uma luz no fim do túnel e não há também nem uma possibilidade de voltar. Parece que todos os nossos projetos, objetivos foram levados para bem distante. Estamos sem condições de torná-los realidade, de alcançá-los. Parece mesmo que o outono da nossa existência fez com que secasse as nossas esperanças, e o vento forte do inverno veio para varrer das nossas mãos todos os nossos sonhos acalentados. A morte vem e arrebata os afetos de nossa alma, deixando-nos o coração dilacerado. Sentimo-nos perdidos, não sabemos que rumo tomar. Ficamos atônitos, sem nem uma ação ou reação. Sentimo-nos como árvore ressecada, sem folhas, sem brilho, sem vontade de viver. É a desesperança.

De repente, como acontece com a natureza, a primavera vem e muda toda a paisagem. As árvores secas enchem-se de frutos verdes e logo estão cobertas de folhas e flores. O tom acinzentado cede lugar às cores vivas e tonalidades mil. É a esperança. Os entes queridos que nos antecederam na viagem de retorno à pátria espiritual, um dia estarão novamente juntos aos nossos corações saudosos., num abraço de carinho e afeição. Tudo na natureza volta a sorrir. A relva verde fica bordada de flores, de variadas matizes. As borboletas bailam no ar. Os pássaros nos brindam com suas sinfonias harmoniosas. Tudo é vida.

Assim ,quando a chama da esperança reascende em nosso íntimo, os nossos sonhos, desfeitos, são substituídos por outros anseios, outros desejos. Nossos objetivos se modificam, e o entusiasmo nos invade a alma.

Jesus, o sublime Galileu, falou-nos de esperança no Sermão da Montanha, com o suave canto das Bem-Aventuranças. Exemplificou-nos os seus ditos e feitos. Enfim, toda a sua mensagem é de esperança. Por isso alimente os seus sonhos, com a esperança de um mundo feito de pessoas como você.

Aproveite, viva a vida com intensidade, respeitando o espaço de cada uma das pessoas que se fazem presentes na face da Terra. Se a desesperança cercar-se de nós, vamos lembrar o amigo dos céus: "Meu fardo é leve e meu julgo é suave". Pois bem, se o fardo é leve, por que não o conduzimos e se o seu julgo é suave, por que não o aceitamos? Vamos levar a vida adiante, acreditando, especialmente, naquela força maior que nos deu vida, Deus, independente de qual seja o nome que você dê a ele. Saibamos aproveitar com sabedoria qualquer momento que a nós é oferecido, momento como esse que estamos vivendo, pra dizer quem sabe um... eu te amo!

laura disse...

Ser transparente diz tudo...

Um olhar transparente reflecte o mais puro de cada um...

Beijinho da laura

Virgínia do Carmo disse...

Transparência a simplificar afectos... Lindo:)

Um beijinho

Rogério Pereira disse...

Muito bonito
A Lidia o disse
e eu a cito

(vou ficar por cá, a ver o que é que dá...)

SAM disse...

Cris,

bonito demais os versos de " Transparência". Adoro sempre tudo o que leio no seu blog.Obrigada.

Um 2011 maravilhoso para você sob todos os aspectos.

Beijos com carinho, amiga.

Luís Coelho disse...

A serenidade que procuramos é muito transparente e escapa-nos nas cores fluentes da realidade.

Só o verdadeiro amor se mantém leal

Secreta disse...

Transparencia ... o sentir que nos envolve.
Beijito.

Folhetim Cultural disse...

tenha Olá Bom Fim de semana hum. Lhe convido um blog Meu Visitar Amanhã escrevo como 09 Horas Minha Coluna Poética como 13 Horas Homenagem UMA um Ayrton Senna como 17 Horas e Chá das 5. Com Você Conto.
Endereço O do Este e Meu blog: informativofolhetimcultural.blogspot.com

Magno Oliveira
Folhetim Cultural

© Piedade Araújo Sol disse...

Chris

a suavidade e a ternura num poema de amor, bem rimado e que gostei muito.

Bom ano de 2011, com muitos sucessos muito amor e paz.

e inspiraçao sempre!

beij

piedadevieira disse...

Que seja transparente, também como esse poema, a amizade que nos une mesmo distante.
Beijos

manuela baptista disse...

seja lento o voo

e a tranparência do seu olhar!

um beijo

manuela

Joana disse...

Se todos fossemos transparentes era tudo muito mais fácil.

Beijinhos

Pedrasnuas disse...

A TRANSPARÊNCIA É FUNDAMENTAL PARA UM MÚTUO ENTENDIMENTO...
TUDO É QUE É CRISTALINO DEIXA-SE LER E VER MAIS FUNDO...MAIS REAL...MAIS VERDADEIRO

BEIJO GRANDE E CONTINUAÇÕES DESSE BELO SONHAR

Poeta del Cielo disse...

viajando por el mundo de los blog del cual yo participo llegue al tuyo el cual me parecio muy lindo y con lindas letras, sentimientos bellos, a leer que te llenan la mirada.. todo muy lindo..
Abrazos
linda semana

Saludos

te invito a visitarme a
http://poesia-del-cielo.blogspot.com/
desde ya bienvenida

lili laranjo disse...

Chris


LINDO POEMA

Há sempre o temo Certo.. Temos que o saber esperar...
Um feliz Ano para ti e
Vamos andando por aqui.. a partilhar o que gostamos de fazer...
Beijos

Mel de Carvalho disse...

Antes do mais, Cristina, a minha gratidão pela sua visita à minha noite de prosa e o meu convite ao meu domínio mais poético, o blog homónimo no sapo (wwww.noitedemel.blogs.sapo.pt). Será, em ambos, sempre bem vinda.
Vou linkar o seu blog, se me permite. Gostei do que li e voltarei, com o maior prazer.

Um beijo amigo
Excelente 2011
Mel

FlorAlpina disse...

Ao que parece, foi no momento certo que passei por aqui!
Gostei de ler.

Bjs dos Alpes

Braulio Pereira disse...

gostei muito Cris

lindo lindo.

um silencio ao vento transparente.


beijo e dá-me poesia!!

Mar Arável disse...

e assim se fez luz

poetaeusou . . . disse...

*
transparência,
das palavras !
,
conchinhas,
,
*

Nilson Barcelli disse...

O amor só existe com transparência...
Excelente poema, querida amiga. Gostei imenso.
Um beijo.

Secreta disse...

Passei para fazer uma visita...
Beijito.

Lilá(s) disse...

Este teu lindo poema deixa transparecer harmonia e serenidade, que este estado se mantenha durante todo ano.
Beijinhos

Eärwen Tulcakelumë disse...

Palavras tecidas com sensibilidade que nos envolve em sua transparência.

Pérolas incandescentes de luz aqui deixo.

Eärwen

Baby disse...

Quando há transparência tudo é mais límpido e a vida desliza sem sobressaltos. Que mais se pode desejar?
Beijos.

Vieira Calado disse...

O poema certo!

Bem escrito

elegante!

Beijinho

Graça Pereira disse...

Quando o barco finalmente encontra o seu porto...a transparência do horizonte é diferente: mais luminosa, serena e autêntica...
Os teus poemas, Cris...
Beijos
Graça

tecas disse...

Transparência de paz interior num soberbo poema. Cada palavra afirma poesia, harmonia e beleza.
Muito bom.
Bjito amigo

Braulio Pereira disse...

é lindo

cristalino como agua fresca

das sedes que tenho..


beijos querida amiga!!

CÉU ROSÁRIO disse...

De passagem
para vêr o teu blogue e ler tudo de belo que nos transmites...
e te enviar um beijinho!

Mona Lisa disse...

A paz de um amor amadurecido...

Bjs.

Braulio Pereira disse...

vim fazer serâo contigo


que lindo tudo o que escreves..

adoro :)*


beijo poético!!

João Rasteiro disse...

Olá Cristina, os sentimentos ainda que doam, ainda que sejam ferida, ainda são o "fogo" desta curta passagem. Obrigado por te "colares" NO Centro do Arco.
Bjs.

joão rasteiro

A.S. disse...

Cristina,

Na transparência das tuas palavras encontro a poesia que passa tão bela e nua como uma deusa...

Beijos!
AL

Pedrasnuas disse...

ASSIM QUE PUDERES NÃO TE ESQUEÇAS DOS MEUS ENSAIOS,OK?

BEIJO GRANDE