sexta-feira, 14 de maio de 2010

beijo



o Sol embala a noite num cântico de luz
quando  juntos dedilhamos a madrugada,
num bailado em teus braços que seduz
a translúcida alvorada da tua chegada

a Lua rodopia num tempo fragmentado
inteiro nas tuas mãos como folhagem,
e desfolhas em mim um sabor sagrado
dum rio que procura tocar a  margem

resvalo nas escarpas verdejantes
floresta tão certa do teu olhar
transparência deste novo mar

colorimos o céu como amantes
demorada pintura ao acordar
do teu beijo no meu serenar

27 comentários:

Pluma Roja disse...

Hola Cris, bello poema el que nos dejas hoyl.

Saludos cordiales.

Besos

Aída,

heretico disse...

gostei do poema. de uma sensualidade sauve e terna

beijos

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo poema,muito terno.

Beijinhos
Sonhadora

RETIRO do ÉDEN disse...

Muito intenso...tal como o teu amor pelo "outro".
Forte abraço
Mer

José Carlos Brandão disse...

Um poema que me embalou, com sua sensualidade muito sugestiva.
Beijos.

antonio - o implume disse...

Serenemos no beijo...

Mar Arável disse...

Belo sensual infinito

Pensador disse...

Quero entregar-me de corpo e alma
A minha doce e sempre amada
Entre as danças do sol e da lua,
Entre as mudanças da chuva e do estio,
Nos dias quentes e naqueles de frio
De manhã, à tarde, de noite
E por toda a madrugada.
Beijos!

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Fecha com a palavra que melhor define: sereno... ;)

Lilá(s) disse...

Tão sensual e sereno! como sempre é lindo.
Bjs

A.S. disse...

Chris,

Tuas palavras
libertam
um fulgor que desnuda
como um olhar oculto
no vértice da noite.
São fogo esparso
que se alastra,
docemente,
até queimarem os lábios
irreprimivéis...


Um beijO
AL

mdsol disse...

Gostei da visita. Valeu!

:)))

© Piedade Araújo Sol disse...

achei o soneto, muito bonito com um leve toque de sensualidade e muito bem construido.

achei a foto muito apropriada e muito bonita.

beij

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A uma amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Doce beijo

lis disse...

Oi Chris
Obrigada pela visita.
Gosto de ler poesias , vou vir mais por aqui , lindos poemas .
Depois quero conhecer os outros blogs, com mais calma . Vou linkar pra nao esquecer.
bom domingo ,com abraços

Pena disse...

Linda e Pura Amiga de Sonho:
VOCÊ tem o encanto do Universo.
É linda.
Tudo aqui deslumbra.
Tem algo no blogue: "Espaço Aberto" para si.
Beijinhos. Muitos. Pela sua beleza e pureza que admiro.
Comovido.

pena

Desculpe.
Bem-Haja.
MUITO OBRIGADO sincero e sentido.

tossan® disse...

Cris, um beijo no momento certo. Belo texto!

uminuto disse...

o suave beijo que tudo transforma
um beijo deixo

Graça Pereira disse...

...E embalada neste Cântico que me lembra o mar enrolando as suas ondas sobre a areia... eu pressinto o amor abrindo-se em luz na sensualidade da entrega...no gemido íntimo de um beijo que serena todas as tempestades do coração...
Beijos
Graça

Ana disse...

Colorir o céu com as palavras do amor ! Belo poema !
Um beijo, Cris *

manuela baptista disse...

Chris

romântico
sereno rodopiar

um abraço

Manuela

Baby disse...

Só Amor pode clarear a noite como se de um sol se tratasse.
Belo poema.
Beijinhos.

Nilson Barcelli disse...

"a Lua rodopia num tempo fragmentado
inteiro nas tuas mãos como folhagem,
e desfolhas em mim um sabor sagrado
dum rio que procura tocar a margem"

Magnífico poema, querida amiga. Gostei imenso.

Beijo.

Brancamar disse...

E que o teu serenar seja sempre belo e colorido como este poema.

Deixo beijinhos
Branca

Virgínia do Carmo disse...

Uma cadência perfeita...

Beijos

Unseen Rajasthan disse...

Beautiful words and beautiful shot !!I loved the post !!Great !!

Isabel disse...

Querido: nem sei Dizer: a Perfeição formal é tão Grande, o Amor é tão Intenso, Excelsíssimo e Doce, como tu, Duarte, que Amo Tanto. Meu Beijo, o mais Doce, Querido: a Vida Infinita à nossa frente. E...AMOR PERFEITO, como Nosas Senhora Disse.Palabéns! Tua DI Duarta Babosinho