sexta-feira, 18 de junho de 2010

noites nossas


Prelúdio demorado das tuas mãos nas minhas
numa dança nocturna que queremos descalça
sentir o chão para a seguir lhe perder o rasto
a cada compasso que o brilho da noite realça

Adivinho no verde do teu olhar a paz sublime
decifrada no azul que nos une em felicidades
de momentos inscritos entre a Terra e o Mar
lastro do teu cheiro matizado por divindades

Adormeces no amanhecer da madrugada
e a tua respiração torna-se voz profética
ditada pela transcendência do teu acordar

O vento sopra no quadrante de nortada
e em nós acende-se uma Lua Nova céltica
iniciática deste tempo que quero cuidar


Foto: pintura de Henry Asencio
http://henryasencio.net/

24 comentários:

direitinho disse...

Um belo momento de poesia em que nos deixamos sonhar com as mãos descalças e nos procuramos até de madrugada.

DE MÃOS DADAS disse...

Lindo poema
Beijinhos da Utilia

José Carlos Brandão disse...

Somos escravos do tempo, mas podemos vivê-lo com poesia - será o momento certo!
Beijos.

© Piedade Araújo Sol disse...

dançamos descalcos
ao som da lua (nua)
e
acordamos na areia
da
nossa imaginação.

mais um bom poema Chris.

beij

manuel marques disse...

"É à noite que é belo acreditar na Luz ."

Beijo e bom fds.

RETIRO do ÉDEN disse...

O Sentimento sempre latente em suas palavras e Alma.
Abraço e desejos de felicidade.
Mer

Pedrasnuas disse...

E QUE NOITES...A MADRUGADA VENCIDA PELO SONO...HUMMM...

BEIJO

Lilá(s) disse...

Que poesia! bela essa veia poética.
Bjs

Vitor Chuva disse...

Hello Chris!

Obrigado pelos votos de boas vindas, e pelo simpático comentário deixado.
Tem aqui mais um lindo poema, descrevendo com imenso bom gosto uma noite vivida por gente apaixonada.

Parabéns.
Um abraço; vitor

manuela baptista disse...

das vossas noites

cuidadas

adivinho o verde
de um olhar

um abraço

Manuela

Lídia Borges disse...

Sempre um "quê" de sublime,de transcendente nos sonetos que aqui publica.

Um beijo

Valvesta disse...

Olá querida,(amiga do facebook) vim conhecer teu blog, gostei e te convido a conhecer o meu, voltarei, beijos.

Sonhadora disse...

Minha querida
Maravilhoso poema...sensualidade à flor da pele.

beijinhos com carinho
Sonhadora

Vieira Calado disse...

Bem bonito

este seu poema!

Desejo-lhe bom fim de semana.

Beijoca

Ana disse...

A magia das noites partilhadas. Belo !
Um beijo.

Graça disse...

Um soneto belíssimo, Chris! Noites ditas na cadência do sentir.


Um beijo de carinho e boa semana.

Baby disse...

Lindíssimo soneto, escrito com alma no momento certo.

Beijos.

Maria João disse...

E proféticas são as madrugadas que semeam no olhar a paz sublime.

Lindo!

Um beijinho

A.S. disse...

Chris,

O prelúdio das mãos na dança nocturna, acende todas as luas, anima todas as constelações!....


Belo o teu poema!

Beijo...
AL

Mar Arável disse...

Quando as palavras ascendem

sempre nos perguntamos

porque voam os pássaros

nas nossas mãos ?

Graça Pereira disse...

E os sonetos passam por ti...como as nortadas em noite de S.João...mas as palavras ficam num compasso de uma vida que se deseja a dois...para que p prelúdio seja mais intenso...
beijo
Graça

heretico disse...

poema muito belo.
de excelência...

beijos

Nilson Barcelli disse...

Ler-te, é sempre um momento certo de boa poesia.
Gostei imenso deste teu poema, minha amiga.
Beijos.

Fa menor disse...

Que belas noites!

Beijinhos