domingo, 24 de janeiro de 2010

Se um dia




Se um dia o tempo te falar de mim
saberás que foi por ti que cruzei oceanos,
movi intempéries no grito surdo do trovão
sem recurso ou apelo à tua pele - tentação
dos sentidos que quis enganar ao forjar
nos teus braços mais uma fuga basilar 


Se um dia o sonho te falar do temporal
saberás que escolhi perder-te
como a água condensa a feiticeira
na queda abismal da nascente obreira
velha bátega que reconheceu na rajada
o vento como escarpa da tua madrugada
  

Se um dia um acorde te falar do toque
saberás como me perdi nesse quarto
exíguo no espaço, imenso na eternidade,
verbos sonorizados rendidos à vontade
como mártires dos poemas sombreados
no sal em crosta viva de outros passados


Se um dia a luz te falar das trevas
saberás que sou noite nos teus dias
escuridão transparente como um crivo
deste jogo escorpiónico e obsessivo
que se aproxima do fogo de sagitário
última fogueira do cavaleiro templário

  
Se um dia ninguém te esperar na curva da estrada
saberás que sou o vazio
que o tempo não ousa definir…


Foto: Patti Smith (1978), de Robert Mapplethorpe : fotógrafo norte-americano [1946-1989]

37 comentários:

Sonhadora disse...

Chris
Lindissimo poema...muito inspirado.

Se um dia ninguém te esperar na curva da estada
saberás que sou o vazio
que o tempo não ousa definir…

adorei

Beijinhos
Sonhadora

Júlio Castellain disse...

...
Parabéns Chris.
Belas letrinhas.
Bjs
...

José Carlos Mendes Brandão disse...

Lindo poema, Cris. Mas gosto de crer que além da curva da estrada posso encontrar o essencial.
Beijo.

RETIRO do ÉDEN disse...

Se um dia...
Eu conseguir ler no momento certo, umas palavras cheias de esperança e força e troca de amor recíproco, com a mesma intensidade, serenidade, confiança e equilíbrio, aí sim, fico feliz porque "alguém" se encontrou finalmente, com o seu EU interior ou seja com o Amor verdadeiro que só existe um, que é DEUS nosso Pai.

Bjs.sinceros
Mer

lobices disse...

...gosto do poema

. intemporal . disse...

.

. se um dia o tempo te falar .

. é de mim que fala enquanto momento intemporal .

. ou efémera escala onde me hospedo ao falar.te assim .

. como mera passagem brisa e aragem causal .

. ou até metáfora onde me atrevo a ser caudal .



. bel.íssimo . amei.de.amar .

. um beijo meu .



. paulo .

.

Alvaro Oliveira disse...

Olá Chris

Mindo poema!
Grande momento de inspiração!
Se um dia o tempo te falar de mim..
Adorei!

Beijinhos

Alvaro

A.S. disse...

Chris,

Um poema belo! O lirismo e a força da expressão poética é sublime!

O vazio... é cerrar os olhos, até se consumar a hora lenta que os rende!

Um beijo
AL

maré disse...

o amanhã que o agora vai cavando em abertas clareiras no o olhar.


_____

feliz semana. beijo

Papoila Sonhadora disse...

"Dizem que tem a retina deslocada e no mundo vê desleixo, ameixas verdes e charcos de lodo. Mas isso é o que os outros, apenas, dizem: os que não têm lugar no coração para a retina. Os que têm vazio imenso como morada."

Grata pelas visitas e pela partilha do poema.

Um beijinho,
Sandra.

Poeta do Penedo disse...

O quanto se pode esconder na expressão «se». A vida é feita de «ses», que a cada esquina do tempo por nós esperam, para nos revelar os seus bons ou maus segredos.
Extraordinário poema, minha amiga, um poema feito para ser declamado com muita alma.
Briosas saudações.

Graça disse...

Belo, apenas... porque tanto.


Boa semana, Chris. Um beijo.

Carlos Gonçalves disse...

Chris, passei por aqui e perdi-me... Adorei!

Prometo voltar com mais calma.

Um beijo.

Carlos

manuela baptista disse...

se na curva da estrada

na vazia curva da estrada

ninguém me esperar
nem eu já esperar alguém

sento-me no chão

e desfiarei um dia

se um dia
na curva da estrada

Gostei!!

um beijo

Manuela

Lilá(s) disse...

Poema lindissímo Chris! forte momento de inspiração!adorei.
Bjs

Mona Lisa disse...

Olá Chris

Belíssimo poema.

Se...se...se... a vida é feita de "ses".

Bjs.

EDUARDO POISL disse...

Que a minha solidão me sirva de companhia,
que eu tenha coragem de me enfrentar,
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir, como se
estivesse plena de tudo".

Clarice Lispector


Desejo uma linda semana para você.
Abraços com todo meu carinho

clara disse...

Obrigada pela visita ao "Marcasdagua",também gostei do seu espaço, parabéns.

Por toda minha Vida disse...

Chris.

Existe aqui oa mais renomados sentimentos, inomináveis, a mais bela poesia. Aqui sei que não encontrarei o vazio, aqui sempre encontrarei as palvaras que o preenchem.

Boa semana.

Renata

Angela Guedes disse...

Oi Chris!!!
Pessoa Certa...
É aquela que está ao nosso lado
nos momentos mais precisos do dia a dia.
Nos inspirando em cada olhar,
suavizando o fardo e fortalecendo o coração...
__Luna Lua__

Tenha uma Excelente Semana!
Beijinhos
Ângela

Fátima disse...

Gosto de vir aqui e ler os seus poemas. Mas nunca sei muito bem o que dizer. Parecem-me sempre tão sentidos, emocionalmente vividos.
Independentemente desta minha divagação, considero-os sempre muito belos.

Mar Arável disse...

Se um dia se um dia

te soprasse

serias ave

a pousar no meu ombro preferido

O Árabe disse...

Bonito, Chris! Parabéns... e boa semana! :)

Luz disse...

Sem palavras, só emoção
bjs

Anderson Fabiano disse...

um dia, surgirá mais uma das muitas esquinas que lhe aguardam. e, depois dela, todas as coisas que lhe esperam no porvir.
meu carinho,
anderson fabiano

▒▓█► JOTA ENE disse...

Gostei do poema

Isabel José António disse...

Olá Querida Amiga,

Inspiradíssimo este seu poema. Que bonito.

Muitos parabéns.

Que a inspiração nunca a abandone.

Um abraço

José António.


PS.:
Já actualizámos tdos os nosso blogues. Se os quiser visitar, sinta-se convidada.

heretico disse...

um belíssimo poema! pleno de sensibildade e de imagens poéticas muito bonitas.

gostei muito.

beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

meus parabéns, achei este poema lindissímo.

um beij

cer e não ser disse...

se um dia eu for feliz irei lembrar-me das coisas boas que tive na vida.
será muito fácil.


foram raras.

Lídia Borges disse...

Uma forma de renúncia comovente.

Sublime!

L.B.

cer e não ser disse...

gostei de passar por aqui.

virei com mais tempo ver coisas antigas.

Luis F disse...

Regressei ao teu mundo e adorei encontrar este belo momento, onde as palavras ondulam suavemente transportadas pela inspiração de quem as escreveu.

Parabéns por este momento

Bj
Luis

Pedrasnuas disse...

SE UM DIA O TEMPO TE FALAR ...É PORQUE ESTÁS VIVA...MAS NÃO VALE APENAS RESPIRAR ...ÀS VEZES CRUZAMOS OCEANOS,MOVEMOS INTEMPÉRIES E NÃO PERCEBEMOS QUE VAMOS ENLOQUECIDAS DE AMOR NA DIRECÇÃO ERRADA...

UM BEIJO

José Rui Fernandes disse...

Como diz a Fátima, estes poemas são tão intensos que se torna difícil comentar...
Mas gosto desse sentimento de uma capacidade quase infinita para o perdão, e para amar incondicionalmente. É dessa forma que nos aproximamos do divino.

Maria, Simplesmente disse...

Não sei escrever poesia, sei sentir fotografia, onde fico por vezes sem palavras para comentar.
Numa e noutra temos de sentir para poder registar, o sentimento perante a imagem que queremos passar. Na poesia penso que o poeta ou a poetisa tem que ter sentido na pele o poema que pode ser... o drama.
Obrigada o seu comentário e a sua visita ao meu Blogue.
Maria

ju rigoni disse...

Belíssimo poema!

"Se um dia um acorde te falar do toque
saberás como me perdi nesse quarto
exíguo no espaço, imenso na eternidade,
verbos sonorizados rendidos à vontade
como mártires dos poemas sombreados
no sal em crosta viva de outros passados"

Bjs e inté!