segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Entre o visionário e a obra (prometida)



Escondes o mistério que o abismo perceptivo
aprofunda, como o Sol que és - incandescente
noites brancas presas, feras dum enleio cativo
da última encarnação de Gaia, teu ascendente
                                                                             
Invades as palavras alvas na visão devolvida
outra sonoridade lírica que o traço sobranceia
olhar do visionário imerso na obra prometida,
submerso no oceano volátil da escassa plateia

Outro naufrágio semeia a penumbra definida
na insularidade ténue da água, mar de chamas
fragilidades do destino ou intenção duma vida?

Agora, quero devolver-te o mar da partida
cor púrpura da trama, encenada em dramas
duma premonição ou dum suave homicida?

40 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
lindo poema
Muito subtil, e belo

Beijinhos
Sonhadora

Vivian disse...

...gosto de encontrar a tua
energia lá em minha casa!

beijinhos

Júlio Castellain disse...

...
Gostei também.
Bjs
...

Inês disse...

Oi! Gostei do espaço, dos sonetos...
Um abraço!

Norma Villares disse...

Há muito de mistério!
Em tudo e em todos...
Mas, este lindo mistério
Dá sabor e prazer a vida.

Muito obrigada pela presença em minha casinho. Volte sempre pra tomar um cafezinho e prosear sobre a arte de vida.
Beijinhos no coração

Everson Russo disse...

Belo poema, cheio de imagens e energias...beijos e uma linda semana pra ti.

Poeta do Penedo disse...

Quanta poesia incógnita deambula por este país, com os poetas e poetisas vivendo nas sombras das suas vidas, agradecendo à virtualidade a oportunidade de se revelarem.
Muito belo este poema.
Gostei. Voltarei.
Briosas saudações.

Pedrasnuas disse...

ENTRE O VISIONÁRIO E A OBRA PROMETIDA...VAI UM GRANDE MISTÉRIO NA PALAVRA SENTIDA...A OBRA DE UM SONETO... UMA POESIA ENIGMÁTICA NUM SABOR EXALTADO...

BEIJO

A.S. disse...

Chris...

Um belissimo texto poético, que nos interroga sobre o verdadeiro designio da profecia ou da imutabilidade do transcendente...

Lindo!!!

Beijos...
AL

Mona Lisa disse...

Olá

Belo e penetrante poema.

Bjs.

Antonio saramago disse...

Bonito, muito interessante e cheio de inspiração!

Malena disse...

Mi querida Chris: Tus palabras, tus versos, envuelven al lector en un ambiente de secreto y de magia.
Son una preciosidad.

Mil beijos e mil rosas.

bono_poetry disse...

hajam sombras no infinito nosso
hajam cores e alegria na magia
gostei,volta sempre!!

Mar Arável disse...

Quando se devolve o mar

é porque se habita

grandes espaços

Lindo

Baby disse...

Muito profunda a tua poesia, onde abundam imagens feitas de subtileza.

Beijos.

Braulio Pereira disse...

que energia
amei teu poema
sou muito feliz
teres vindo
vamos de mâos dadas
deixa energia
em mim.


beijo-te =)*

Memória de Elefante disse...

"na insularidade ténue da água, mar de chamas
fragilidades do destino ou intenção duma vida?"

É a intenção de uma vida, pode ter certeza!
Podemos alterar os traços do destino de acordo com nossas vivências...

Um abraço

Andradarte disse...

Inspirado e bonito poema...
Beijo

RETIRO do ÉDEN disse...

Venho agradecer a honra de sua visita no nosso "retirito".
Que força de texto, convertido em poema, desde a subtileza à energia, tudo está lá, nesta "obra prometida".
Bjs.sinceros
Mer

utopia das palavras disse...

Um soneto intuitivo, despido de palavras vãs...poema forte!

Prazer (meu) a descoberta de mais um lugar de boa poesia!

Beijo

mundo azul disse...

_________________________________


Li e gostei! Muito!



Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

Anjo azul disse...

Maravilhoso este poema!
Parabéns!!!
Beijo
Anjoazul

Maria Valadas disse...

"Agora, quero devolver-te o mar da partida

cor púrpura da trama, encenada em dramas

duma premonição ou dum suave homicida?"

Não podia deixar de escrever aqui, o que mais me impressionou no teu belo Soneto!

Parabéns, Chris!

Resto de boa semana.

Beijos,

Maria

Sinésio Neto disse...

Olha... interessante sua maneira de escrever.
Gostei

Eterno Abraço.[
Sinésio

Paula Raposo disse...

Obrigada pelas tuas palavras no meu romãs.
Beijos.

sonho disse...

Uma só palavra...FANTASTICO
Beijo d'anjo

© Piedade Araújo Sol disse...

um soneto muito bem escrito.

deixo um beijo e um obrigada!

Multiolhares disse...

Essa energia que brota do alto está sempre aí , mas...nós nem a vemos
beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Gostei...

Bom dia.

beijooo.

Vento disse...

Entrar dentro do que sentes torna-se numa viagem pelo mundo incansavél das palavras.

Refeito de tão delicioso momento
despeço-me

Beijo

Graça disse...

O teu soneto é magnífico. E o último terceto fortíssimo. Continuo a adorar tudo o que escreves.

Beijo, Chris

Por toda minha Vida disse...

O momento certo sempre é vir até aqui, lindo.

Renata

A Magia da Noite disse...

o oceano das palavras evapora-se com o calor dos sentidos.

poeta do inverno. disse...

este poema que me desperta por ser incógnita faz me ver a beleza de poder encontrar certos poetas e poetizas que vivem escondidos na penumbra do ser, mas se revela virtualmente...
com saudações.

Dois Rios disse...

Oi, Chris!

Muito bonito o teu poema. Não sei se alcancei a essência dos teus versos, mas isso não me impediu de admirá-lo.

Beijos,
Inês

Ane disse...

Oi Chris!Amo ler poesias,como este versos falam!Obrigada por sua gentil visita em meu blog!

alegria de viver disse...

Olá querida
Belo poema, a vida é um mistério.
Com muito carinho BJS.

Virgínia do Carmo disse...

Muito eloquente e inspirado... Gostei muito...

Beijinho terno...

Graça Pereira disse...

Ás vezes, os visionários querem e prometem tudo...para ganharem louros, para obterem plateias ainda que escassas ...? Não sei! Mas o mar que os tráz também os leva, depois de o deixarem "em chamas"...
Sempre belos os teu sonetos!
Um beijo
Graça

myra disse...

ola, vim te ver atraves de Brancamar, espero que nao se zangue:)
li varias coisas e gostei muito!
eu sou
www.myra-parole.blogspot.com

se quizer, logico, abraço,