sábado, 12 de setembro de 2009

O Véu e a Sombra



Retocas a madrugada com acordes
duma pauta por nós delineada
arestas que o tempo acentua
nesta velha dança enredada

Esqueces a solidão e partes
golpeias o olhar como vitral
janelas doadas ao colectivo
no teu suporte vocal mistral

Soergues a brevidade da luz
procuras nobres tarefas diárias
nessa inferência silogística
de conclusões desnecessárias

Abres os braços no espaço aberto
nesse gesto sem folha ou calendário
fechas os braços ao meu abraço
como templo cravejado e lendário

Esboças um novo sonho
e concretizas no fogo que és
mas no momento a seguir
recomeça tudo outra vez

Arrastas o véu e a sombra
como guardião dum segredo
apelas aos pinheiros do bosque
a iluminação até ao rubedo



Imagem: desenho da pintora Margarida Cepêda,
nasceu a 12 Abril de 1959, em Lisboa.

34 comentários:

M. Nilza disse...

Puxa! Estou lisongeada por ter sido visitada por vc! Lindo seu poema!

Quando o véu é comparado a uma sombra, há espaço para a passagem, né?

Beijos

jorge vicente disse...

e a iluminação vem.

como verdade interior.

mais alta que o poema.

grande abraço
jorge vicente

Whispers disse...

Ola!
''Arrastas o véu e a sombra
como guardião dum segredo
apelas aos pinheiros do bosque
a iluminação até ao rubedo''
Maravilhoso.parabens!
Mil beijos
Rachel

Sonia Schmorantz disse...

Lindo poema!
Obrigado pelo carinho, tenha lindo final de semana
beijo

Nuno G. disse...

bonito... vou voltar.

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

rosa dourada/ondina azul disse...

Poema entre véus e sombra !


Beijo, Amiga:)

© Piedade Araújo Sol disse...

gostei do poema, muito bem trabalhado com palavras sensiveis.

a foto que o acompanha está muito bem escolhida.

parabéns!

um bom fim de semana

Victor Gil disse...

Olá Cris.
Bonitos teus temas. Tenho que vir mais vezes visitar-te.
Um beijo
Victor Gil

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...arde
la
nieve
aun
entre
los
brazos
del
viento
o
momento certo
de
tu alma
ya
en la
inspiracion
al
leerte
dentro...



desde mis. --- HORAS ROTAS---


TE SIGO --- O MOMENTO CERTO---


CON UN FUERTE ABRAZO


AFECTUOSAMENTE :

JOSE
RAMON...

mar salgado disse...

"O Momento Certo" versus "Momentos Incertos"; só isto deve dizer muito sobre a autora.

Nina Simone é uma das minhas cantoras preferidas e tem uma interpretação fantástica nesta My Baby..., que também está no Passar das Horas num vídeo delicioso.

Pedrasnuas disse...

O VÉU E A SOMBRA... DEVERAS INTERESSANTE...SUBTIL.
A SOMBRA DO VÉU...O VÉU NA SOMBRA...
A SOMBRA DA SOMBRA...E A LUZ?
A LUZ ILUMINA A SOMBRA E O SONHO?
O SONHO SOBREVIVE À SOMBRA?

SÓ ESTOU A DISSERTAR...

ADOREI O VÉU NA SOMBRA E NA LUZ E O GALOPE ATRAVÉS DO VITRAL...
MAIS O QUE EU INVENTEI...

BEIJINHO E BOA SEMANA
(FOI UM PRAZER)

O Profeta disse...

Troquei as voltas a um Golfinho feliz
Afagei a cria de uma Baleia azul
Confundi uma nuvem com ilha encantada
Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

Aprisionei o olhar de uma gaivota
Enchi a alma com penas de imensa leveza
Enchi o coração de doce maresia
Adormeci nos braços da incerteza

Vem viajar comigo no meu barco de papel


Bom domingo

Doce beijo

ADiniz disse...

Serenos movimentos das palavras
transitam como metamorfose,
sutileza essa, que transborda cor
feito borboleta por sua brevidade
no tempo, fazendo lembrar hai kai.

Grata por sua visita
Bjinhos e uma semana em sol M a vc Cris

Lilá(s) disse...

Que surpresa! gostei de encontrar aqui uma obra de uma amiga de infância, a Margarida!
obrigada, beijinhos

Lídia Borges disse...

A força dos verbos na delicadeza das imagens escritas...

Muito bonito!

Um beijo

Graça Pereira disse...

Os teus poemas, lindíssimos têm sempre um pouco de mistério, de oculto que apetece desvendar, rompendo talvez "O véu e a sombra". Bj Graça

Fernando G. disse...

Boa noite!
Enviei duas mensagens para o mail que tem no perfil.
Não sei se já recebeu.
Apenas lhe agradeço o ler-me...
E obrigado pela forma como faz rodopiar as palavras no vazio!

Fernando

A Magia da Noite disse...

será sempre assim, o creador dos sonhos não se revela, apenas nos oferece a sua criação.

Norma Villares disse...

Inspiração promove a estesia da alma. Lindo seu poema. A pintora também é maravilhosa. Abraços

Nilson Barcelli disse...

Gostei imenso das tuas imagens poéticas. Criatividade não te falta. Excelente querida amiga.
Boa semana, beijo.

Elcio disse...

Foi muito bom encontrar seu blog. Deliciosas poesia...um deleite.


É isso aí.
Bjs e ótima semana.

tossan® disse...

E existem tantas razões...
Para acordes,
Razões para uma simples pauta continuar
E tão certo e monótono seguir a solidão
E tão difícil a tarefa do novo sonho
Existem segredos, somente segredos...

Belo poema! Gostei muito. Abraços

Silvana Nunes .'. disse...

Lindo post.
Saudações Florestais !

Pelos caminhos da vida. disse...

Volteiiiiiiiiiii.

Obrigada pela visita.

beijooo.

Alegria Joie Joy disse...

Olá já faz um tempo que não apareço, mas como sempre uma linda poesia me recebe, tenha um bom fim de semana.

Beijos

Renata Vasconcellos.

MCampos disse...

Gostei bastante deste poema, desde o próprio título. Um bom fim-de-semana e um abraço.

Blog do Óbvio disse...

Chris, linda a postagem. O desenho é muito bonito . Seu poema, maravilhoso. Um carinhoso beijo. Manoel.

meus instantes e momentos disse...

lindo poema,parabens
Muito bom teu blog.
Maurizio

Lorena N. disse...

Que coisa mais bela, chris!
Me encantou.
Um beijo!

SAM disse...

Chris,

imagem fantástica e o poema idem. Um prazer poder ler, sentir e extasiar-se com tanta formosura. Obrigada.


Carinhoso beijo

cristinasiqueira disse...

oi Chris,

Bela composição."Abres os braços no espaço aberto
nesse gesto sem folha ou calendário"
Muito lindo!

Com carinho,
Cris

Postei no Cristina Siqueira,te espero.

gotadevidro disse...

O véu e a sombra perfeitamente expresso num poema de beleza e envolvência.


Gostei de

" Golpeias o olhar como vitral "

Boa semana

bjitos

Chris disse...

Um obrigado sincero a todos os que por aqui passaram...

Um abraço
Chris

Jefferson Bessa disse...

Gostei muito de ler, Chris! Entre o véu e a sombra se faz o poema.

Um abraço.
Jefferson.