segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Descida (até ti)



Encontro-te e não te procuro
procuro-te e não te encontro
inerte essência onde desperdiço
toda a perenidade deste feitiço

Deixa-me descer a velha escadaria
neste ímpeto de não querer ser tua
apenas a mulher do teu (de)encanto
que beija lágrimas de sal e pranto

Persigo na descida até ti
como vento cristalino
fingindo ser cabotino

Prossigo na descida até ti
como lapa exaurida
negação da guarida



(Assim descuido o Amor nesta descida até ti… sabendo que o momento da inversão se aproxima, o momento que guardei com Amor para ti…)

15 comentários:

Whispers disse...

Ola chris!
Uma descida na procura do que se sente no coracao.
Por vezes eh uma descida tao rapida que falta as asas para voar e a aterragem doi demais.
Desejos de boa semana
mil beijos
Rachel

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Chris bom dia:

Na espera de um tempo que guardado num encontro e desencontro,
se aguarda o momento certo.

Uma síntese do querer de um íntimo
não divulgado, mas que retrata um anseio mui desejado.

Complicado (um pouco), mas com um certo encanto nisso mesmo.

Grato pela visita.

Teu blog está lindo, gostei..

No meu blog, está um Selo de Amizade para todos que me visitam, se desejares levá-lo, é com todo carinho que o ofereço.

bjos, boa semana, felicidades.

simplesmenteeu disse...

Entre o encontro e o desencontro...
cadência em que um e outro, são contrários e a mesma coisa.
Possuída ou... a contemplação do possuidor...
Pontas contidas, esgotadas, na busca do momento completo e exacto.

Beijos

lisebe disse...

Realmente precioso!!

Te felicito!!

Me gusta tu blog.. y volveré

besos

Miriam * disse...

Nao desça a pique ..Va descendo devagarinha para que a queda nao sej tao rapida;)


Beijinho e se gostou dos meus textinhos, historias, desabafos e pensamentos nao exite me se tornar meu seguidor ;)
Voltarei =)

Miriam*

Alvaro Oliveira disse...

Olá Chris

Lindissimo soneto esta descida.
Adorei!

Amiga venho agradecer sua visita
e comentário em meu humilde canto.
Adorei seu espaço sem deixar de
referir excelente poesia.

Beijinhos

Alvaro

RETIRO do ÉDEN disse...

Feliz semana...
Não tenho mais palavras...

Entrega ao Céu essa descida/subida enfim tudo o que tiver de ser será.

Bjs.
Mer

Nydia Bonetti disse...

chris

eu, também ainda à espera do momento certo, de descer velhas escadarias...
adorei. beijos.

Pensador disse...

Que o seu momento chegue. que a descida compense e lhe dê forçar para novamente voar nas alturas. E que a realidade seja melhor que seus mais doces sonhos.
Boa semana!
Beijos!

Multiolhares disse...

Por vezes existem descidas íngremes mas que valem a pena
beijinhos

Alegria disse...

Deve ser uma benção achar o que não procuramos, tudo sempre no momento certo.

Beijo

Renata Vasconcellos.
Do outro lado do mar.

Mar Arável disse...

Não é fácil descer

Eduardo Aleixo disse...

A descida, queria amiga, tu sabes, acho eu, é a tua, e até ti,até à parte de ti, em que vais pegar nessa energia,tua, e vais transformá-la, subir com ela, mas, farás isso, sozinha, com, ou sem companhia...O caminho é teu, e de mais ninguém ou estarei enganado?
Recebe um beijinho meu, no teu lenço de Tao, e vim qaqui para agradecer a gentileza da tua visita.

sonho disse...

Desce bem devagar...
porque se cair
mão te vais magoar
e podes sempre voltar a subir...
Beijo de um anjo

emilia soares disse...

Obrigado... palavra bonita estarei atenta, gostei do que vi.
Bjs.