sábado, 15 de agosto de 2009

teces-me


teces-me, como um imenso manto de sons e palavras, desfiladeiro de poemas escritos num quarto virado a Sul e a Oeste, como lápide que a noite soergueu, na forma como rasgou e sugou o ar, redimensionando o vácuo da volatilidade das partículas inocentes.

teces-me, na tentativa de vencer as palavras escritas, frágeis como pétalas expostas a ventos ciclónicos, nesta fala surda de sons reconhecidos, nas vozes trocadas que o destino entranha, na tua voz timoneira, na maneira como solta tempestades.

teces-me, como labareda azul, espuma crepitante do mar nórdico, a arder na tontura da queda do fogo purificador numa qualquer lareira, onde sustentas rituais ancestrais, e assim, queimo-me na atracção perene da tua próxima chegada.

teces-me, entre sorrisos contidos, cálices vertidos, espadas erguidas, máscaras exaltadas e escarlates, como corpos em frenesim de festas saltitantes, onde tentas alongar a bolha do tempo que já não é teu.

teces-me, no curso das cicatrizes do teu corpo, na mansidão da brancura da tua pele, quando me almejas nessa fuga escondendo a ferida, engano que o sal descurou, nestas vírgulas e interrupções que o tempo nos causou.

teces-me, no novo jogo de cordas que o sopro maculado denunciou, e eu tento adormecer mais uma vez, neste sono impossível de te esperar, neste sonho possível de te amar.

teces-me, nesse velho continente, onde sibilas reinam no lastro luminoso do teu olhar, longínquas memórias, como o teu primeiro beijo na noite de extinção dos Templários.

teces-me, no toque dum tecido azul, por vezes veludo invernoso, outras vezes seda irradiante dos dias de Verão, e nesta sede de ti desmorono castelos, velhas histórias célticas, como na noite em que ficámos suspensos no palácio de Versailles, velhos sonetos que me entoaste em Paris.

teces-me, na teia da tela onde me redefines em cada momento, e eu espero pelo teu canto desencantado, fuga de sombras guardiãs na noite branca que se segue…

24 comentários:

Whispers disse...

Ola!
Antes de tudo,obrigado por teu comentário.assim me deste a conhecer o teu blog.
''teces-me, na tentativa de vencer as palavras escritas, frágeis como pétalas expostas a ventos ciclónicos, nesta fala surda de sons''
Palavras bem ditas,bem sentidas e bem pensadas
Beijinhos mil
Whispers

BAR DO BARDO disse...

Texto permeado de boa poesia. Tecidura se faz em Luz.

Parabéns, Chris!

Graça Pereira disse...

Gosto imenso do que escreves...com alma, sentimento, ás vezes raiva, desespero...mas sempre Amor! Um bj e bom fds Graça

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA CHRIS, TOCAS-TE O MEU CORAÇÃO COM ESTE MARAVILHOSO POEMA AMIGA... ADOREI!!!
BOM FIM DE SEMANA, FICA NA PAZ DE DEUS... ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

O Profeta disse...

Ah mas esta calmaria aprisionada
Sobe ao celeste um frio arrepio
Entre o mar e as negras pedras
Vive um coração de onde escorre um rio
Onde moram sereias douradas
Onde os peixes falam de amor
Onde as pedras são felizes
Onde as águas lavam o rancor


Boa fim de semana


Doce beijo

Anjo azul disse...

Andando pela net a navegar,
Ao "Momento Certo" vim parar
E encantado me encontro aqui...
Depois de te ler e apreciar,
Não saio sem comentar
As maravilhas que aqui vi.
---------------
Teces-me com um imenso manto,
Desfiladeiro de poemas escritos,
Teces-me com o encanto
Dos teus textos aqui escritos.

Teces-me entre sorrisos contidos,
Espadas erguidas, máscaras exaltadas,
Teces-me nos tempos perdidos,
E no doce raiar das madrugadas.

Teces-me na teia da tela,
Onde me redefines a cada momento,
És o ar que passa pela janela
Onde mora o meu sentimento.

Parabéns pelo teu seu Blog. Adorei

Bom fim de semana

Anjo azul

rosa dourada/ondina azul disse...

Que belo tecido dará no final,
este belo tecer,
com sentimentos grandiosos,


Bom fim-de-semana,
Beijo,

ivone disse...

uma prosa poética a reter...ou a tecer tanto faz.



i.

RETIRO do ÉDEN disse...

Olá,

Belas palavras cheias de sentimentos e sedução subtil.
Lindo, lindo, estão colocadas no "momento certo".

Venho desejar um excelente fds.
Bj.
Mer

© Piedade Araújo Sol disse...

C.

todo o poema está muitissimo bom, e, nem sei qual a estrofe, mais bonita, mas, sem querer menosprezar as outras, gostei muito desta que transcrevo;

como labareda azul, espuma crepitante do mar nórdico, a arder na tontura da queda do fogo...

obrigada pela partilha

um beij

Nilson Barcelli disse...

A tua escrita é soberba.
Parabéns.

DarkViolet disse...

tecer a teia requer filamentos de seda nos dedos do orvalho

Pensador disse...

Lindo blog, lindas palavras, linda música. E, como você fala em tecer, quero aproveitar para começarmos a tecer o que pode ser a linda estampa de uma nova amizade. Obrigado pela visita. Beijos carinhosos!

sonho disse...

E tu teceste um lindo poema de amor...
Beijo de um anjo

A.S. disse...

Chris...

Belissimo texto, tecido com a mais fina poesia!...


Beijos meus!

Paulo Celso disse...

É sempre um prazer estar aqui.

Feiticeira disse...

"O Momento Certo"

Amei
O momento certo pra mim pode não ser pra ti, pro outro
Uma bela frase para refletirmos

|Beijinhos, linda semana

Carlos Ramos disse...

É sempre branca a noite com as suas aranhas insones, sempre...

Mar Arável disse...

É bom saber que ainda

há quem teça

como quem fia

o linho

dos afectos

adentro

lagrima disse...

Obrigada pela visita Chris!
Há muito que te leio!
Gosto de como escreves.
Parabéns.

simplesmenteeu disse...

Renda fina a que soltas do tear dos sentimentos.
Tecelã da palavra! com dedos de agosto, salpicados de sangue e de tempestades...

Ler-te é sempre um prazer renovado.

Um beijo

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?


Bom fim de semana



Doce beijo

Angela Guedes disse...

OI, CHRIS!!!
TENHA UMA OTIMA SEMANA.
"DENTRO DE CADA UM DE NÓS OCULTA-SE UMA LINDA SINFONIA REGIDA PELA MÃO DE DEUS, NUNCA ESTAMOS SÓS, É NO SILENCIO QUE OUVIMOS MARAVILHAS."
BEIJOS
ÂNGELA

RETIRO do ÉDEN disse...

Boa tarde enevoada...

Venho desejar muitos "momentos certos" na companhia do Senhor Jesus.

Forte abraço
Mer