sábado, 12 de abril de 2008

Fogo


A Vida não é sofrimento, é entendimento.
Quero aqui agradecer à minha Mestra, Maria Flávia de Monsaraz.
Foi Ela que me ensinou que a dor tem sentido quando entendida.
A expansão da consciência pode ser suave ou brutal.
Quando é brutal, queima e arde como um fogo crescente, símbolo vivo de purificação.
Desembrulhei o refúgio a alguém que mudou para sempre a linha do meu horizonte, queimei-me... tinha de ser assim. Existem verdades que nunca se dizem, sentem-se.
Como o Amor não se verbaliza, só se sente no silêncio dos dias, na lucidez etílica e idílica das noites, pois só elas são eternas.
As cartas escritas têm agora um destino certo e um momento certo para serem lapidadas.

“O Fogo está directamente ligado
ao processo de expansão da Consciência.
A progressiva expansão da Consciência
é um processo Solar:
Sol é Fogo
Luz é Fogo.”


Maria Flávia de Monsaraz, in "Alquimia" [2002]


Mandala pintada em seda: "Fogo" [2005]
(O Fogo está sempre aqui tão perto...)

2 comentários:

Anónimo disse...

Para quando a exposição das mandalas?
André L.

Anónimo disse...

Um dia destes...
Chris